Vereadores fazem cálculos para definir projeto

1
Número de parlamentares na Câmara Municipal de Osasco pode passar de 21 para até 27 na próxima Legislatura / Francysco Souza

Número de parlamentares na Câmara Municipal de Osasco pode passar de 21 para até 27 na próxima Legislatura / Francysco Souza
Número de parlamentares na Câmara Municipal de Osasco pode passar de 21 para até 27 na próxima Legislatura / Francysco Souza

publicidade

Fernando Augusto

Os vereadores de Osasco ainda discutem e fazem cálculos sobre o possível aumento no número de cadeiras na Câmara Municipal. A cidade tem atualmente 21 parlamentares, mas, de acordo com a lei, já pode ter até 27. Emenda Constitucional aprovada em 2009, a chamada PEC dos Vereadores, permitiu a mudança, que foi ignorada na legislatura anterior em Osasco.

Prédio da Câmara é obstáculo

publicidade

Agora, a proposta ganha força e pode ser aprovada com 14 votos favoráveis. O grande obstáculo ainda é o acanhado prédio que abriga o Legislativo. Além disso, a PEC permitiu o aumento no número de vereadores, mas manteve o limite de repasse de verbas para as Câmaras Municipais em 4,5%, no caso de munícpios na faixa de população de Osasco. Assim, os vereadores devem aprovar uma proposta intermediária, com aumento para 25 vereadores.
“Teve uma discussão hoje (terça-feira, 16) e o que falta definir é a questão da estrutura da Câmara e do orçamento”, disse o vereador Aluísio Pinheiro, líder do PT na Casa, partido que defende o aumento para 25.
Já se manifestaram contra qualquer aumento no número de cadeiras a bancada do PSDB, que tem três vereadores, além dos vereadores Mario Luiz Guide (PSB) e Antônio Toniolo (PCdoB). Para Guide, o tema “não é uma prioridade para a população”. “Estamos em um momento de ajuste fiscal sério, em que os governos estão cortando despesas. Além disso, com mais gabinetes, se antes a Câmara devolvia dinheiro para a prefeitura, talvez não vá devolver mais”, ressaltou.
Toniolo enfatizou que é pessoalmente contra, embora seu partido seja a favor. “O espaço físico da Câmara não comporta. Quem sabe quando ficar pronta a nova Casa”, disse. O vereador também acredita que a cidade já está bem representada com 21 parlamentares.
A representatividade, aliás, é o argumento utilizado pelos que defendem mais vereadores. O petista Aluísio Pinheiro lembra que Osasco, com cerca de 700 mil habitantes, tem o mesmo número de vereadores de Barueri, com quase 300 mil.

publicidade
Comentários

1 COMENTÁRIO

  1. A muito tempo que se discute a possibilidade de aumentar o número de vereadores no legislativo osasquense. Ai, cabe algumas perguntas aos que defendem essa ideia. O que a cidade de Osasco vai ganhar com isso? Quanto isso vai custar aos cofres público? Quantos médicos e professores dariam pra ser contratados, com o dinheiro desse aumento de vereadores na Câmara?
    O país passa por um momento, onde a classe política está em descrédito com o povo. Claro, que não é por culpa dos nossos políticos de Osasco, pois tenho a honra de conhecer muitos deles, e tenho orgulho disso, mas não é o momento para se pensar em criar “emprego” público.
    Acho que com os 21 vereadores que temos hoje na Câmara Osasquense, e, com o excelente trabalho que cada vem desempenhado na cidade, não vejo a menor necessidade de ampliar o número de cadeiras no legislativo, apenas para atender interesse de alguns partidos sem grande expressão no cenário político.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVisão Atenta
Próximo artigoDelegacia da Mulher