Alarme falso: PM do Paraná se confundiu e Paulo Cupertino ainda não foi preso, diz delegado

0
paulo cupertino_rafael miguel
Paulo Cupertino e o ator Rafael Miguel

Uma confusão da Polícia Militar do Paraná levou, na manhã desta quarta-feira (28), à divulgação de uma informação falsa sobre a prisão do empresário Paulo Cupertino.

publicidade

O delegado-geral de Polícia de São Paulo, Ruy Ferraz Fontes, disse, segundo o G1, que a PM paranaense se confundiu e que o assassino do ator Rafael Miguel e dos pais dele não foi preso no norte do estado. O próprio Fontes havia divulgado mais cedo que o assassino havia sido preso.

(Correção: com base nas informações anteriores, o Visão Oeste divulgou que Cupertino havia sido preso. Pedimos desculpas pelo erro)

publicidade

A Polícia Civil de São Paulo descobriu no início da semana que ele estava utilizando documentos falsos, com o nome de “Manoel Machado da Silva”, na região da Jataizinho, no Norte do Paraná.

O crime aconteceu em junho de 2019, na zona Sul de São Paulo. Cupertino atirou 13 vezes em Rafael Miguel e nos pais dele, João Alcisio Miguel, de 52 anos, e Miriam Selma Miguel, de 50.

publicidade

O empresário não aceitava o relacionamento da filha, Isabela, com Rafael Miguel. “Meu pai tem um ciúme possessivo, doentio. Ele é misógino, agressor, odeia mulheres e acha que mulher só serve para lavar, passar e cozinhar”, afirmou, na época do crime, a jovem.

Desde julho deste ano, Paulo Cupertino está na lista dos criminosos mais procurados pela polícia de São Paulo.

Comentários