Doria rebate declarações de Bolsonaro sobre número de mortes no país por covid-19: “Fazer o quê? Fazer o que o senhor não fez”

0
doria quarentena
Foto: divulgação

O governador João Doria (PSDB) criticou, na tarde desta quarta-feira (29), as declarações do presidente Jair Bolsonaro sobre o número de mortes pelo novo coronavírus (covid-19) no país.

”Essa é a resposta do “Fazer o quê?”: É fazer aquilo que o senhor não fez. Começando por respeitar os brasileiros, os brasileiros que o elegeram presidente da república e os que não o elegeram também, respeitando pais, mães, avós, parentes e amigos que perderam as suas vidas no Brasil até ontem pelo coronavírus”, rebateu o governador durante coletiva de imprensa.

Doria estava se referindo às declarações de Bolsonaro dirigidas à uma jornalista na noite desta quinta-feira, quando foi questionado sobre o Brasil ter ultrapassado a China no número de mortes por covid-19. “E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias, mas não faço milagre”, declarou o presidente.

Publicidade

O governador fez um convite a Jair Bolsonaro para que visitasse os hospitais, como o de Manaus, para ver a situação dos pacientes. “Presidente, ao invés de treinar tiros no horário de expediente de trabalho, treine compaixão. Pegue seu avião e vá a Manaus e visite um hospital público. Fale com pais, parentes e amigos das pessoas que estão ali em tratamento e depois visite um dos cemitérios. Saia de sua bolha e venha ver a situação de São Paulo”.

Durante a coletiva, Doria aumentou o tom e chegou a citar falas anteriores de Bolsonaro, quando o presidente minimizou o impacto da doença como “uma gripizinha”.

“O senhor disse que o Brasil estava vivendo uma gripezinha, um resfriadozinho, teve a coragem de reafirmar isso várias vezes. E agora presidente, diante de mais de 5 mil mortos o senhor continua afirmando que o país está vivendo uma pandemia de uma gripezinha, de um resfriadozinho?”, questionou.

 

Comentários