Google apresenta futuro de convergência com novo Android

0

Companhia apresentou projetos durante conferência / Fotos: Divulgação
Companhia apresentou projetos durante conferência / Fotos: Divulgação

publicidade

Na última semana, o Google realizou sua tradicional conferência de apresentação de novidades da companhia para os desenvolvedores, a Google I/O. A grande estrela da conferência foi a nova geração do sistema operacional da gigante do Vale do Silício, o “Android L”, do codinome não oficial “Lollipop”. O novo sistema traz uma grande reformulação da interface de usuário, a maior desde o Android Ice Cream Sandwich (4.0.X). A chegada ao usuário final ainda não tem previsão, mas deverá levar alguns meses.

Empresa quer unificar experiência de uso

Segundo o chefe de experiência de uso do Android, Matias Duarte, o novo design do sistema se baseia na iniciativa denominada “Material Design”, que procura unificar os aspectos visuais e funcionais dos produtos do Google em todos os dispositivos, através de um mecanismo que garante mais cores e profundidade de pixels na tela do aparelho. Isso faz com que as imagens e ícones tenham um espaçamento maior em relação às versões anteriores do sistema.

publicidade

A “Material Design” deve nortear a companhia na nova investida rumo à convergência de equipamentos. O Google quer, com a abertura de novas frentes de mercado – além dos smartphones e tablets, agora também os smartwatchs (relógios) , TVs e veículos (veja ao lado) – unificar a experiência do usuários no melhor ajuste a diferentes tamanhos de telas e poder de processamento.

Além das novidades visuais, sob o capô o sistema promete melhorias na velocidade, consumo de memória e maior eficiência no uso de baterias, com o chamado “Project Volta”, que individualiza as permissões de consumo por aplicativo. Outra aposta é o “desbloqueio pessoal”, que pretende livrar o usuário da necessidade de inserir uma senha ou um desenho para desbloquear seu equipamento. A ideia é usar informações como a voz, a conexão com um fone de ouvido bluetooth ou a presença de outro dispositivo Android conhecido do usuário para tornar o processo automático.

publicidade

moto360Android para vestir, assistir e guiar

Um dos anúncios mais aguardados da Google I/O foram os relógios inteligentes (smartwatchs) que deverão trazer a nova versão “de vestir”, o Android Wear. A novidade tem lançamentos da LG, Samsung e Motorola (com o primeiro Android de display redondo, o relógio Moto 360) previstos para chegarem ao mercado entre julho e setembro deste ano.

O Google apresentou também o Android TV, que vai embarcar seu sistema em smartvs, uma tentativa de contornar o fracasso da experiência anterior, o Google TV.
Focado nos comandos de voz e integração com os demais dispositivos Android, o sistema terá também sua versão automotiva: o Android Auto, cuja proposta é permitir monitorar informações do veículo, acessar bibliotecas multimídia, navegação etc.sem tirar a atenção do condutor.

Comentários