Governo de SP autoriza que restaurantes façam entregas na calçada durante fase emergencial

0
restaurantes entrega take away
Reprodução

Nesta quinta-feira (1°), o governo do estado de São Paulo concedeu a autorização para que restaurantes façam entregas no formato “take away”, no qual o consumidor pode retirar pedidos no espaço externo do estabelecimento, durante a fase emergencial do Plano São Paulo.

publicidade

Antes da autorização, a retirada por take away não era permitida em todo o estado durante a fase emergencial, que deve vigorar até o dia 11 de abril. Os restaurantes só podiam funcionar por meio dos sistemas de delivery (entrega em casa por motoboy) ou o drive-thru (em que o cliente fica no carro).

A autorização foi concedida pelo Comitê Estadual de Combate à Covid-19 após uma série de reuniões com Edson Pinto, presidente do SinHoRes Osasco, Alphaville e Região e vice-presidente de Relações Governamentais e Institucionais da Federação de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Estado de São Paulo (FHORESP).

publicidade

O envio de um ofício ao secretário estadual de Turismo, Vinicius Lummertz, ocorrido no dia 15 de março, também está entre as inciativas das entidades representadas por Edson Pinto para conseguir a liberação do take away. A medida representa uma forma de auxiliar o empreendedor que não tem condições de montar um sistema drive thru para continuar atendendo na fase mais restritiva para conter o avanço da covid-19.

“Entendemos que não são todos bares e restaurantes que tem condições de ter um drive thru, apenas as grandes redes. Por isso, a única alternativa palpável para esses estabelecimentos de pequeno e médio porte é o take away. Além disso, a comissão da entrega encarece o custo do produto, diminuindo o lucro da empresa e a procura dos clientes”, destaca Edson.

publicidade

A resposta do governo estadual às tratativas do SinHoRes Osasco, Alphaville e Região representa uma vitória para o setor. Agora, é permitido que o consumidor retire pedidos no espaço externo do estabelecimento ou na calçada, desde que não haja concentração ou permanência de pessoas no local. O uso de máscara e o cumprimento do distanciamento social continuam obrigatórios.

PANDEMIA// Aliança Empresarial de Osasco e Região se manifesta contra antecipação de feriados

Comentários