Juventude do PDT debate maioridade penal em Osasco

0

Redução da maioridade penal foi alvo de protestos a favor e contra pelo país durante a discussão na Câmara / Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
Redução da maioridade penal foi alvo de protestos a favor e contra pelo país durante a discussão na Câmara / Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

publicidade

A Macrorregião Oeste do PDT realiza neste sábado, 26, em Osasco, Congresso da Juventude com o tema “Defesa, Fortalecimento e Garantia de Direitos da Juventude: Não à Redução da Maioridade Penal”. O evento vai debater o tema da maioridade penal, que ganhou os holofotes após a aprovação de projeto na Câmara dos Deputados.
Em agosto, a Câmara aprovou em segundo turno a redução para 16 anos no caso de crimes hediondos, homicídio doloso e lesão corporal seguida de morte. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC 171/93) teve 320 votos favoráveis e 152 contrários. No entanto, o Senado ainda não votou a matéria, que segue em tramitação.
A partir da discussão sobre a mudança na idade penal para crimes hediondos e de todo o debate instalado no país no primeiro semestre, o partido convida a militância e a juventude da região a debater sobre as reais causas e efeitos que levam à prática da violência entre os jovens.
Para contribuir com o debate, o Congresso contará com a participação do coordenador nacional de formação política do movimento nacional de direitos humanos (MNDH), Julian Rodrigues.
“A violência marca a vida da juventude. Somado a isso, há uma desesperança com a política entre eles. Com o Congresso queremos estimular que reflitam sobre a sua realidade e que a solução para os problemas da juventude e da sociedade passa pela participação política”, defende o coordenador da Macrorregião Oeste do PDT, Milton Cavalo.
O encontro acontece das 8h30 às 12h. na rua Erasmo Braga, 310 (auditório do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região).

publicidade
Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorRede tem registro
Próximo artigoNa TV, PMDB pede união