Início Cidades Carapicuíba Motorista de aplicativo nega ter sido cúmplice de golpe de R$ 15...

Motorista de aplicativo nega ter sido cúmplice de golpe de R$ 15 mil em comerciantes de Carapicuíba

0
golpe carapicuíba
o motorista de aplicativo se apresentou à polícia para dizer que não teve envolvimento com o golpe aplicado no casal / Fotos: Reprodução/Balanço Geral

Ao descobrir que foi usado por um golpista, um motorista de aplicativo procurou a polícia, em Carapicuíba, para esclarecer que não teve envolvimento com o golpe aplicado em um casal de comerciantes. O casal perdeu R$ 15 mil ao vender duas máquinas de fazer salgados para um suposto comprador, que não pagou a mercadoria e desapareceu.

publicidade

Victor da Silva, que é cadastrado em um aplicativo há dois anos, compareceu ao 1° DP de Carapicuíba assim que viu a sua imagem envolvida em um golpe. Ele foi contratado para fazer uma corrida e retirar os equipamentos da casa de Daiane e Godofredo, que registraram o momento com a intenção de enviar o vídeo ao suposto comprador e confirmar o bom estado da mercadoria.

“Procurei um advogado para vir na delegacia comigo para prestar esclarecimentos, né? Porque eu nunca imaginei que isso fosse acontecer na minha vida. Eu trabalho, sou uma pessoa honesta, tenho filhos”, declarou o motorista de aplicativo à reportagem do “Balanço Geral”, da Record TV.

publicidade

Victor afirmou que o golpista usou o aplicativo para pedir a corrida com o nome de uma mulher. Ao chegar no destino, um homem veio receber o motorista, que não desconfiou que estava sendo usado para aplicar um golpe de R$ 15 mil. “Quando eu cheguei, falei pra ele ‘a gente vai descarregar a mercadoria em frente do condomínio?’, mas ele disse que não porque o portão estava quebrado, mas que iria descarregar na calçada. Foi aí que eu ajudei ele e já segui para outra viagem”, explicou.

Entenda o caso

Daiane e Godofredo vendiam bolos e salgados em Carapicuíba, mas ao serem afetados pela crise financeira devido à pandemia de covid-19, se viram obrigados a vender as máquinas de salgados para conseguirem quitar todas as dívidas e continuar mantendo a casa.

publicidade

O casal decidiu anunciar as máquinas, mas não esperava que seria vítima de um golpista. Um homem que manifestou interesse pelos equipamentos negociou com os comerciantes via WhatsApp e pediu para que eles colocassem os produtos à venda em uma plataforma de compra. Em menos de uma hora, o negócio foi fechado e os comerciantes receberam um falso e-mail de confirmação da compra.

Junto ao e-mail vieram instruções de que um motorista de aplicativo iria retirar a mercadoria na casa do casal. Victor foi o motorista que atendeu a corrida, sem saber que estava sendo usado para a aplicação de um golpe. O casal viu as máquinas saírem de casa, mas não receberam os R$ 15 mil reais e perderam o contato com o suposto comprador, que desapareceu.

Daiane e Godofredo não desistiram do sonho de encontrar as duas máquinas novamente. O caso continua sendo investigado pelo 1° DP de Carapicuíba. Até o momento, o golpista ainda não foi localizado.

Leia também: Suspeitos de roubo a caixas eletrônicos em Osasco são presos

Comentários