Osasco tem menor mortalidade infantil da história, diz secretaria

0
Índice caiu de 13/1.000 para 10/1.000; “é uma grande conquista na história de Osasco”, diz Lapas

Osasco alcançou a menor taxa de mortalidade infantil de sua história, segundo dados divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde em audiência pública na quarta-feira, 21, na Câmara Municipal. O índice de mortes de crianças com até um ano no município é de 10 para cada mil nascidos vivos em 2015, contra 13/1.000, em 2013, uma redução de 23%, afirma o secretário de Saúde, José Amando Mota.

publicidade
Índice caiu de 13/1.000 para 10/1.000; “é uma grande conquista na história de Osasco”, diz Lapas
Índice caiu de 13/1.000 para 10/1.000; “é uma grande conquista na história de Osasco”, diz Lapas

Para o prefeito Jorge Lapas, “essa é uma grande conquista na história de Osasco, e deve-se ao investimento realizado em ações implementadas com foco na atenção primária de saúde, a melhoria no atendimento materno e ao recém-nascido, a promoção do aleitamento materno, a expansão da imunização e tantos outros investimentos que protegem a saúde da criança”. O índice osasquense fica bem abaixo do nacional, que é de 15/1.000, segundo o IBGE.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) afirma que a taxa de mortalidade infantil é determinada pela influência de fatores sociais e ambientais, como o acesso a serviços públicos na área da Saúde, disponibilidade de água potável, saneamento, renda familiar, moradia e educação, entre outros.

publicidade

A prefeitura de Osasco aponta que entre as ações desenvolvidas que ajudaram a baixar o índice de mortalidade infantil estão o investimento em saneamento básico, com a canalização de mais de 8km de córregos nos últimos anos, urbanização de favelas e programas de geração de renda para famílias de baixa renda, entre outras.

publicidade

Comentários