Patrão se envolve com funcionária e é assassinado por ela após terminar relacionamento

0
empresario morto manaus
Paulo Roberto Moraes Teixeira Júnior foi morto aos 29 anos pela ex-funcionária e companheira / Foto: reprodução/arquivo pessoal

Um empresário foi morto com um tiro na nuca disparado por uma funcionária com quem ele havia acabado de terminar um relacionamento amoroso conturbado. A mulher, de 24 anos, foi presa nesta segunda-feira (8). Ela diz que o disparo foi acidental. O crime aconteceu na sexta-feira (5), em Manaus (AM).

publicidade

Paulo Roberto Moraes Teixeira Júnior, de 29 anos, havia sido o responsável pela contratação da mulher em sua empresa de instalação de internet. Trabalhando juntos, os dois acabaram se envolvendo amorosamente e chegaram a morar juntos. A família do empresário era contra o relacionamento. “Ela só estava com ele por interesse”, afirmou a irmã dele, Roberta Teixeira.

Acidental?

O casal teria decidido terminar o relacionamento no dia anterior. Antes do assassinato, eles teriam iniciado uma discussão sobre a partilha dos bens adquiridos durante o tempo em que moraram juntos. Segundo a mulher, os dois teriam iniciado uma troca de agressões e ela acabou pegando uma arma para se defender, até que houve o disparo, segundo a acusada, “acidental”, na nuca da vítima.

publicidade

O caso segue sob investigação, mas há indícios que levam a polícia a crer em crime premeditado, como o fato de a mulher ter desligado as câmeras de segurança do imóvel.

“Em depoimento, a suspeita afirma que tinha desligado as câmeras após o ato criminoso. Ela teria desligado depois de ter realizado o disparo de arma de fogo. E isso nós vamos ter maior certeza no momento em que tivermos realizado exame pericial, nós vamos saber se ela desligou antes ou depois”, disse o delegado Charles Araújo, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

publicidade

Comentários