Professores cobram direitos em ato

0

Em manifestação, categoria cobrou Plano de Cargos / Foto: Em manifestação, categoria cobrou Plano de Cargos
Em manifestação, categoria cobrou Plano de Cargos / Foto: Em manifestação, categoria cobrou Plano de Cargos

publicidade

Nesta quinta-feira, 1º de outubro, professores da rede municipal de Osasco fizeram um ato em frente à Prefeitura cobrando o Plano de Cargos e Carreira do Magistério e o cumprimento de um terço de jornada extraclasse dos professores. A manifestação foi organizada pelo Sindicato dos Servidores de Osasco e Região (Sintrasp).
Os professores reivindicam também isonomia de salários entre DPIs (desenvolvimento infantil) e PEB (educação básica), concurso público para gestores da educação e para professores adjuntos. O presidente do Sintrasp, Jessé de Castro Moraes, alertou sobre a necessidade de avançar agora com as demandas educacionais, já que 2016 será um ano eleitoral. “A prefeitura de Osasco justificará que não pode cumprir a aplicação de 1/3 de jornada extraclasse por não poder realizar concurso para dar conta da demanda”, explicou.
A categoria apresentou suas demandas no início do mês ao prefeito Jorge Lapas (PT). “Sabemos que o orçamento deverá ser encaminhado em outubro para Câmara e votado até o final de 2016, queremos que sejam previstas as questões financeiras de nossas demandas”, afirma Moraes.

publicidade
Comentários