#TodosPorAllana: bebê de Cotia recebe novo diagnóstico e família pede ajuda para tratamento de R$ 500 mil

0
allana bebê de cotia
Allana nasceu de 26 semanas de gestação e vive há mais de um ano com uma traqueostomia / Foto: Arquivo Pessoal

A batalha pela vida de Allana Milloch Fonseca, que tem 1 ano e 9 meses, ganhou um novo e difícil capítulo. A bebê de Cotia, que vive com uma traqueostomia há mais de um ano, precisa realizar um tratamento que custa em torno de R$ 500 mil e inclui ao menos seis cirurgias.

publicidade

Allana foi diagnosticada recentemente com Estenose Subglótica, um estreitamento com obstrução de grau 2 na traqueia, que poderia ser corrigido inicialmente com sessões de dilatação, com valor estimado em R$ 45 mil. A família, que não tem condições financeiras para arcar com os custos, já estava empenhada para conseguir arrecadar recursos e iniciar os procedimentos o quanto antes, mas foi surpreendida com um novo diagnóstico: o caso da bebê evoluiu do grau 2 para o 3.

allana bebê de cotia
Allana luta pela vida desde antes de nascer / Foto: Arquivo Pessoal

O que parece ser apenas a mudança de um número está tirando o sono dos pais da bebê. Agora, além da corrida contra o tempo, a família, que lutava para conseguir os R$ 45 mil precisa de R$ 500 mil para arcar com todos os cursos dos procedimentos. De acordo com a profissional que atende a Allana, o tratamento da Estenose grau 3 envolve seis cirurgias, sendo traqueoplastia, broncoscopia para retirada de molde, reconstrução da traqueia, broncoscopia com dilatação, decanular e fechamento de fístula. No caso da bebê, a médica avaliará ainda o desempenho da pequena, que pode precisar de outros procedimentos cirúrgicos ou não.

publicidade
allana de cotia
Foto: Arquivo Pessoal

Devido ao grau de prematuridade de Allana, que nasceu em agosto de 2019, com apenas 26 semanas de uma gestação gemelar, a família encontrou uma série de dificuldades para conseguir acompanhamento na rede pública de saúde. “Só temos uma médica especialista com capacidade e experiência para realizar esse procedimento aqui no Brasil. E o orçamento que recebemos, que inclui as cirurgias e a equipe médica ficou em R$ 350 mil, sem contar custos com Unidade de Terapia Intensiva (UTI), centro cirúrgico e os materiais, que ficaram em torno de R$ 150 mil”, explica Dienifer Milloch, mãe da Allana.

Saiba como contribuir com a bebê de Cotia

Quem acompanha o Visão Oeste já conhece um pouco da história da bebê, que só conseguiu receber o diagnóstico após a família fazer uma campanha de arrecadação para pagar o exame chamado Broncoscopia, capaz de identificar o motivo de a pequena ter dificuldades para respirar. Com o resultado em mãos, a família passou a correr em busca do tratamento e agora, foi surpreendida com uma desafio ainda maior.

publicidade
ayla e allana bebê de cotia
Ayla e Allana são irmãs gêmeas e vieram ao mundo com apenas 26 semanas de gestação / Foto: Arquivo Pessoal

Os pais de Allana criaram a vaquinha virtual para conseguir levantar o valor necessário para custear o tratamento. Até o momento, foram arrecadados pouco mais de R$ 20 mil, mas valor ainda está longe da meta. A história da pequena chegou ainda à rede de estética Onodera, que decidiu promover uma rifa para ajudar a levantar recursos. A rifa, no valor de R$ 10, cada, pode ser adquirida no site da Rifa Tech e será sorteada no domingo (9). O vencedor ganhará 8 sessões de drenagem linfática, massagem modeladora ou massagem relaxante.

A família da bebê também está vendendo marmitas de nhoque por R$ 40, com retirada no dia 23 de maio, em Cotia. O pedido acompanha arroz e sobremesa e pode ser pago em dinheiro ou PIX. Para reservas e mais informações, basta entrar em contato via WhatsApp (11) 94293-9009.

marmitas de nhoque todos por allana bebê de cotia
Divulgação

DE 5 A 10 ANOS// Estácio oferece gratuitamente acompanhamento online a crianças com dislexia

 

Comentários