Compartilhar
Foto: Leandro Conceição

O deputado federal osasquense Valmir Prascidelli (PT-SP) afirmou que o prefeito de Osasco, Rogério Lins (PTN), “tem de mostrar a que veio”.

“O Rogério precisa dizer a que veio. A cidade precisa de mudanças importantes, ele precisa começar a perceber que governar diz respeito a ter ações mais dinâmicas, propositivas, e a cidade espera que ele tome essas medidas, mostrar que o seu governo pode fazer a cidade avançar”, avaliou, ao ser questionado sobre os primeiros dias do governo Lins.

Prascidelli também rebateu críticas do ex-prefeito Francisco Rossi (PR), que se disse incomodado com a participação do PT no governo de Lins.

Publicidade

O partido comanda a pasta da Cultura, com Gustavo Anitelli, e há outros nomes do governo ligados à legenda, como o secretário de Habitação, Marco Antônio Villela.

Ele declarou que as críticas de Rossi “são absurdas, não têm fundamento”. “É crítica de quem quer fazer disputa interna no governo. Ele [Rossi] precisa reconhecer que a cidade precisa avançar”.

“Absurdo dos absurdos” 

O deputado também criticou a indicação do ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, para o Supremo Tribunal Federal, feita pelo presidente Michel Temer. “É o absurdo dos absurdos”, disparou Prascidelli.

Comentários

Faça seu comentário