Início Destaque Aplicativos de mensagens ganham força com venda do Whatsapp

Aplicativos de mensagens ganham força com venda do Whatsapp

0

whatsappO anúncio da compra do famoso aplicativo de troca de mensagens Whatsapp pelo Facebook, há duas semanas, pela vultosa quantia de US$ 16 bilhões, impulsionou a busca dos usuários por softwares alternativos. Em parte, o crescimento aconteceu em razão dos boatos circulando na própria rede Facebook. Muitos posts expressaram preocupação quanto à possibilidade de o serviço passar a ser cobrado. De fato, antes mesmo da venda, a empresa mantenedora do serviço abertamente anunciava esta intenção.

publicidade

Muitas piadas envolveram a forma agressiva com que o Facebook tem atuado para financiar suas atividades, associando ao Whatsapp práticas como a cobrança para ampliar o alcance de mensagens ou a inserção de propagandas junto aos textos.

A negociação levantou ainda a discussão sobre os riscos à privacidade, na medida em que o dono das redes sociais Facebook e Instagram, Mark Zuckerberg, teria em mãos uma nova e preciosa ferramenta de coleta e cruzamento de dados.
Para ajudar na procura de alternativas, o VisãoTech selecionou alguns dos novos candidatos a mensageiros preferidos dos usuários:

publicidade

screen568x568Viber: voz e vídeo

Além de leve e funcional para a troca de mensagens de texto, o aplicativo Viber se destaca pelas opções de chamadas voz e vídeo. Faz chamadas gratuitas entre usuários do serviço e tem a opção – como seu rival mais antigo, o Skype – de completar chamadas para telefones convencionais, pelo sistema pré-pago ViberOut. No Brasil, por um período de degustação, as ligações para telefones fixos estão gratuitas. Outro diferencial é a possibilidade de trocar mensagens também através do computador, instalando um aplicativo disponível para Windows, Mac e Linux.

publicidade

349500v1Telegram e TextSecure: segurança e privacidade

Como alternativas naquilo que sempre foi considerado o “calcanhar de Aquiles” do Whatsapp, a segurança, ganharam força aplicativos de código aberto como Telegram e TextSecure. Ambos oferecem trocas de mensagens criptografadas que prometem garantir a privacidade dos usuários. No caso do Telegram, a opção de “Secret Chats” desliga o textsecure-private-messengearmazenamento em nuvem de mensagens e inicia o modo de troca de mensagens seguras. Já o TextSecure, da Open Whisper Systems, sem companheiro no desktop ou firulas multimídia, propõe-se a fazer bem exclusivamente isso: a troca de mensagens criptografadas de ponta a ponta, via rede de dados ou sms. Além da encriptação do conteúdo em trânsito, o servidor do aplicativo não retém metadados de usuários ou grupos.

LINE11Line e Wechat

Na mesma seara do Viber, o aplicativo Line se propõe a fazer chamadas gratuitas de vídeo e voz, além de trocar mensagens. Com funções de rede social, também possui equivalente no desktop, mas sua verdadeira aposta está na oferta de ícones wechat_2divertidos e adesivos engraçados, chamados de “stickers”, claramente mirando o público jovem. A mesma aposta faz o rival WeChat, que promete uma comunicação de qualidade sem o incômodo dos anúncios, comuns aos aplicativos gratuitos.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorProfessores mantém greve
Próximo artigoFolia reúne milhares em Parnaíba e Pirapora