“Brincadeira”: adolescente admite que mantinha perfil do “Homem Pateta”, que estimula crianças ao suicídio

0
homem pateta Jonathan Galindo
Reprodução

Um adolescente morador de Sorocaba, no interior paulista, é suspeito de ser o criador de um dos perfis nas redes sociais como Jonathan Galindo, o chamado “Homem Pateta”, que estimula crianças e jovens a se comportarem mal e a práticas como automutilação e até mesmo suicídio, com “desafios” semelhantes aos de casos como da Baleia Azul e Boneca Momo.

publicidade

O suspeito foi alvo de operação da Polícia Civil na manhã desta terça-feira (14) para cumprir mandado de busca e apreensão. O adolescente teria admitido estar por trás de um dos perfis do “Homem Pateta” e disse que se trata “apenas de uma brincadeira”. O nome e idade dele não foram divulgados.

Os policiais apreenderam o celular do jovem para perícia. O adolescente pode responder por atos infracionais (menores de 18 anos são inimputáveis no país) como ameaça e instigação ao suicídio. O inquérito corre na Delegacia Seccional de Sorocaba.

publicidade

“Um perfil de Jonathan Galindo mandava o meu filho se jogar de um prédio”, contou mãe

Em entrevista recente ao “Encontro” com Fátima Bernardes, na TV Globo, uma mãe relatou que o filho, de 10 anos, teve contato com um dos perfis de Jonathan Galindo, o “Homem Pateta”, nas redes sociais. “Meu filho perguntou se podia dormir no meu quarto. Estava trêmulo e com muito medo. Eu comecei a perguntar e veio uma crise de pânico que foi muito feio de ver. Aí, ele disse que, pela manhã, viu um vídeo em que um perfil de Jonathan Galindo mandava o meu filho se jogar de um prédio”. (Com informações do “Uol”)

publicidade

Comentários