Doria deve incorporar polêmica “ração humana” na merenda escolar

0

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), confirmou hoje (18) que pretende incorporar a farinata, a polêmica “ração humana”, na merenda escolar dos alunos da rede municipal.

publicidade

A farinata é uma farinha obtida a partir de alimentos que estejam próximos da data de vencimento e que serão descartados. O produto foi elaborado pela organização sem fins lucrativos Sinergia.

Na semana passada, Doria anunciou que usaria o produto no Programa Alimento para Todos, que prevê a distribuição do composto para a população carente da cidade. O uso da farinata gerou polêmica apôs o prefeito mostrar um biscoito em forma de bolinhas que foi chamado de ração nas redes sociais.

publicidade

“Na prefeitura de São Paulo, a Secretaria de Educação já foi autorizada a utilizar o alimento solidário de forma complementar na merenda escolar, com todas as suas características de proteínas, vitaminas, sais minerais, para a complementação dessa merenda já com início em outubro”, disse Doria.

Entretanto, o prefeito não soube informar quais serão os compostos introduzidos na merenda.

publicidade

A “ração humana” de Doria foi criticada por entidades como o Conselho Regional de Nutricionistas da 3ª Região, que diz que a proposta desrespeita “avanços obtidos nas últimas décadas no campo da segurança alimentar e no que tange às políticas públicas sobre as ações de combate à fome e desnutrição”.

De acordo com o Conselho, a “ração humana de Doria” contraria os princípios do Direito Humano à Alimentação Adequada (DHAA) e do guia alimentar para população brasileira.

Com Agência Brasil

Comentários