Emidio, Ribamar e Lindoso comentam saída de Moro do Ministério da Justiça

0
moro
O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, durante pronunciamento em que anunciou seu pedido de demissão e acusou o presidente Bolsonaro de tentar interferir na Polícia Federal / Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Continua repercutindo entre políticos de Osasco e região o pedido de demissão do agora ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, por atrito com o presidente Jair Bolsonaro.

O deputado estadual e pré-candidato a prefeito de Osasco Emidio de Souza (PT) declarou: “Em sua saída, Moro relatou que Bolsonaro cometeu muito mais crimes do que já sabíamos. Falta agora ele detalhar esses crimes ao Congresso e ao MP. O tempo está mostrando quem aparelha o estado para combater os inimigos e destruir a democracia”.

Publicidade

Critica do presidente Jair Bolsonaro, a deputada federal Bruna Furlan (PSDB-SP) afirmou apenas: “DESMORONOU”.

O presidente da Câmara de Osasco, Ribamar Silva (PSD) afirmou que “mais uma vez, o país perde um grande ministro pelo seu profissionalismo”.

Ex-presidente da Câmara de Osasco e pré-candidato a prefeito, o vereador Dr. Lindoso (Republicanos) afirmou que “Sérgio Moro deu novo rumo à história do Brasil ao levar, com braço de ferro, a Lava Jato que prendeu corruptos de muita relevância”.

Políticos da região como a deputada federal Renata Abreu e o prefeito de Itapevi, Igor Soares, ambos do Podemos, também se manifestaram sobre a saída de Moro do governo.

O presidente Jair Bolsonaro convocou uma entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira para falar sobre a saída de Moro do governo.

Comentários