No Brasil, quase 70% dos trabalhadores domésticos estão na informalidade

0

O Brasil é um dos países que mais emprega trabalhadores domésticos. Em 2009, cerca de 7,2 milhões atuavam no setor. No entanto, 69,3% deles estavam na informalidade. Os dados fazem parte do relatório realizado pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) divulgado no último dia 9.
No país, o registro na carteira para estes trabalhadores é garantido por lei, mas a maioria dos empregadores não respeita esta garantia. Logo, boa parte da categoria deixa de desfrutar de férias, licença maternidade e 13º salário.
Contudo, a proposta de emenda à Constituição – PEC 66/2012 – que dá, entre outros, os direitos ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e ao pagamento de hora extra aos trabalhadores domésticos, tramita no Senado e se aprovada garantirá ainda mais benefícios à categoria. A proposta foi aprovada pela Câmara dos Deputados em novembro de 2012 e encaminhada para o Senado em dezembro do mesmo ano.

publicidade

No mundo 

O relatório mostra que no mundo o número de trabalhadores aumentou 19 milhões desde 1995, com destaque para a América Latina. Com isso, em 2010, havia 52,6 milhões de trabalhadores domésticos no mundo, dos quais 83% eram mulheres.
No Brasil, o predomínio de mulheres no setor não é diferente. Uma a cada seis mulheres está neste setor.

publicidade

Comentários

publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAposentados fazem protesto em São Paulo
Próximo artigoMínimo será R$ 755