Bebedeira em live rende dor de cabeça a Gusttavo Lima no Conar

0
live gusttavo lima
Foto: reprodução

O Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) abriu, na terça-feira (14), um processo de representação ética contra ações publicitárias de bebida alcoólica feitas nas lives de Gusttavo Lima.

A representação responsabiliza o cantor e a Ambev pela ausência de cuidados recomendados pelo Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária para a publicidade de bebidas alcoólicas, como a “restrição de acesso ao conteúdo das lives a menores de idade”.

O órgão fiscalizador considerou também que houve um “potencial estímulo ao consumo irresponsável de bebida alcoólica” por parte de Gusttavo Lima, com a “repetida apresentação da ingestão de cerveja” em ambas as lives.

Publicidade

+ Record vai transmitir live de Fernando & Sorocaba e passa na frente de Globo

O comunicado do Conar destacou ainda o “formato inovador” da comunicação publicitária diante da pandemia do novo coronavírus (covid-19). No entanto, essas ações devem cumprir os princípios fundamentais da comunicação comercial do segmento, com a divulgação responsável” das bebidas alcoólicas e com todos os cuidados para que não seja propagada às crianças e adolescentes.

Ao G1, a Ambev disse que enviou um guia reforçando as regras do Conar e que fez o treinamento com as pessoas envolvidas. No entanto, afirma ter ciência de que “em algumas lives, de forma totalmente espontânea, algumas orientações não foram seguidas”.

A Ambev e o cantor, que não se pronunciou publicamente sobre a ação, podem enviar suas defesas ao Conselho ou adaptarem o conteúdo publicitário das lives às regras éticas de imediato.

Leia também: 
Feriados poderão ser suspensos após a quarentena
“Desastre”, diz Doria sobre possível saída de Mandetta do Ministério da Saúde

Comentários