Trabalhadores fazem manifestação na Paulista

0
Professores e estudantes foram da avenida Paulista à Secretaria pedir plano de carreira / Foto: Divulgação/Sinteps

Professores e estudantes foram da avenida Paulista à Secretaria pedir plano de carreira / Foto: Divulgação/Sinteps
Professores e estudantes foram da avenida Paulista à Secretaria pedir plano de carreira / Foto: Divulgação/Sinteps

publicidade

Auris Sousa

Cerca de 2 mil professores e demais funcionários das Escolas Técnicas (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs) de São Paulo se manifestaram na avenida Paulista na terça-feira, 25. As categorias estão em greve há mais de uma semana pela implantação do novo plano de carreira.

publicidade

Com faixas e cartazes, trabalhadores e estudantes saíram rumo à Secretaria do Estado do Planejamento. Lá cobraram do titular da pasta, Júlio Semeghine, a divulgação do projeto de plano de carreira, o que não aconteceu.
Segundo o Sindicato dos Trabalhadores do Centro Paula Souza (Sinteps), a paralisação já atinge 115 unidades da Etec e Fatec. Na região, a Fatec Osasco e a Etec Osasco II já aderiram ao movimento grevista. A estimativa da entidade é que, em breve, os trabalhadores da Etec Osasco I também façam parte da paralisação. A Etec e Fatec de Carapicuíba também estão paradas. Em Barueri a greve é parcial.

Sem resposta
Desde o início da greve, as categorias não tiveram retorno do governo. O projeto do plano de carreira ainda não entrou na Assembleia Legislativa e o Sindicato ainda não conhece o seu teor. “Devemos lembrar que o governo estabeleceu datas de envio inúmeras vezes, a última delas no final do ano passado, e não cumpriu nenhuma”, divulgou a entidade em seu site.
Em nota, o Centro Paula Souza informou que está em “fase final para encaminhamento à Assembleia Legislativa, no próximo dia 28, o Plano de Carreira e Empregos Públicos da instituição”.

publicidade

Comentários